APOIO:

APOIO:
EMPRESAS AMIGAS QUE APOIAM O EVENTO DAS PERSONALIDADES DO EUSÉBIO - 2015

TV Eusébio a Tv que é a sua Cara!

terça-feira, 11 de junho de 2013

AS ÚLTIMAS DA TV EUSÉBIO E DO FACEBOOK - 11.06.13

O MELHOR SÃO JOÃO DA HISTÓRIA JÁ ESTÁ ESCRITO NAS ESTRELAS:


Venha, traga sua família e seus amigos.

MADE IN FACEBOOK:
 
"Alunas da Escola do Bairro Santa Clara em apresentação artística no Dia do Meio Ambiente na cidade de Eusébio!"


"TODA SESSÃO ELE É CERCADO POR PESSOAS EM BUSCA DE SOLUÇÕES.
O TEMPO É CURTO E MESMO ASSIM ELE TEM O PRAZER DE ATENDER E PROCURAR AJUDAR TODO MUNDO. ELE É O NEY, O VEREADOR QUE TRABALHA DE VERDADE E HOJE VAI ESTAR NA CÂMARA PARA DEFENDER OS NOSSOS DIREITOS.
CONTAMOS COM VOCÊ A PARTIR DAS 15H."
  www.cmaquiraz.ce.gov.br


"Recebendo a visita ilustre do Desembargador Teodoro Silva Santos (TJCE) aqui na AMMA! Avante !"

RELEMBRANDO 2004..!

RELEMBRANDO 2004..!
 



TOMARA QUE A AUTARQUIA VENHA FUNCIONAR POR COMPLETO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL!!!

TOMARA QUE A UPA FUNCIONE O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL!!!

TOMARA QUE O POLO DE LAZER VENHA SER REALMENTE UM POLO DE LAZER PARA AS FAMÍLIAS DE EUSÉBIO!!!
...
E POR AÍ VAI!!!

BASTA DE PROMESSAS E QUE VEJAMOS AÇÕES CONCRETAS E EFICIENTES!!!!

FALEI!!!!!!!!!!!!!!! "

 

STAS Realiza chamada pública para contratação de servidores




EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PÚBLICA Nº. 001/2013 - STAS
A SECRETÁRIA DO TRABALHO E ASSISTÊNCIA SOCIAL, Katyuscya Maria Arraes Matos, observando a previsão do art. 37, IX da Constituição Federal, que prevê a contratação temporária de profissionais por excepcional interesse público, torna público que realizará Seleção Simplificada Pública para a contratação de profissionais para desempenharem funções na Política Municipal de Assistência Social, por prazo determinado.
1 - DOS CARGOS 1.1 – PSICÓLOGO 1.1.1. Atribuições: Executar procedimentos profissionais para escuta qualificada individual ou em grupo, identificando as necessidades e ofertando orientações a indivíduos e famílias; Articular serviços e recursos para atendimento, encaminhamento e acompanhamento das famílias e indivíduos; Trabalhar em equipe; Produzir relatórios e documentos necessários ao serviço e demais instrumentos técnico-operativos; Realizar monitoramento e avaliação do serviço; Desenvolver atividades sócio educativas de apoio, acolhida, reflexão e participação que visem o fortalecimento familiar e a convivência comunitária; 1.1.2. Requisitos: Ter conhecimento da legislação social (Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS, Política Nacional de Assistência Social – PNAS, o Sistema Único da Assistência Social – SUAS, o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, o Estatuto do Idoso, o Sistema Nacional de Atendimento Sócio Educativo – SINASE) e da Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais;                                                                
1.1.3. Escolaridade: Graduação em Psicologia, comprovada por meio de certificado emitido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).                          
1.1.4. Experiência: Experiência de trabalho social com grupos e indivíduos; Experiência no atendimento a crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade e/ou risco social;
1.2 – ORIENTADOR SOCIAL 1.2.1. Atribuições: Planejar em conjunto com os Facilitadores de oficinas as atividades a serem desenvolvidas; Mediar os processos grupais do Serviço, sob orientação do Órgão Gestor; Participar de atividades de planejamento, sistematizar e avaliar o Serviço, juntamente com a equipe de trabalho responsável pela execução; Atuar como referência para crianças/adolescentes e para os demais profissionais que desenvolvem atividades com o Grupo sob sua responsabilidade; Registrar a frequência e as ações desenvolvidas, e encaminhar mensalmente as informações para o profissional de referência do CRAS; Organizar e facilitar situações estruturadas de aprendizagem e de convívio social, explorando e desenvolvendo temas e conteúdos do Serviço; Desenvolver oficinas esportivas, culturais e de lazer, em caso de habilidade para tal; Identificar e encaminhar famílias para o técnico da equipe de referência do CRAS; Participar de atividades de capacitação da equipe de trabalho responsável pela execução do Serviço; Identificar o perfil dos usuários e acompanhar a sua evolução nas atividades desenvolvidas; Informar ao técnico da equipe de referência a identificação de contextos familiares e informações quanto ao desenvolvimento dos usuários em seus múltiplos aspectos (emotivos, de atitudes etc.); Coordenar o desenvolvimento das atividades realizadas com os usuários; Manter arquivo físico da documentação do(s) Grupo(s), incluindo os formulários de registro das atividades e de acompanhamento dos usuários. 1.2.2. Requisitos De acordo com o Traçado Metodológico do serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de crianças / adolescentes de 06 a 15 anos, o candidato deve ter os requisitos: Idade mínima de 21 anos; Boa capacidade de comunicação oral e escrita; Noções básicas da Política Nacional de Assistência Social – PNAS; Conhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente; Sensibilidade para as questões sociais; Boa capacidade relacional e de comunicação com crianças e adolescentes; Capacidade de trabalho em equipe; Conhecimento da realidade do território; Conhecimento básico de informática, a nível de usuário. 1.2.3. Escolaridade: Ensino Médio completo;                                                                             1.2.4. Experiência: Experiência de atuação em programas, projetos e serviços de formação profissional de crianças e adolescentes;                                                                                            
1.3 – CADASTRADOR / ENTREVISTADOR DO CADASTRO ÚNICO 1.3.1. Atribuições: Entrevistar famílias com o perfil para o Cadastro Único; Inserir os dados dos mesmos no Sistema CAD Único, versão 7.3;                                                                                                       1.3.2. Requisitos: Idade mínima de 21 anos; Boa capacidade de comunicação oral e escrita; Capacidade de trabalho em equipe; Conhecimento da realidade do território; Conhecimento básico de informática, no nível de usuário; Ser aprovado no curso de capacitação de 40h ministrado pela Secretaria do Trabalho e Assistência Social 1.3.3. Escolaridade: Ensino Médio completo;
1.4 – EDUCADOR SOCIAL 1.4.1. Atribuições: Planejar em conjunto com os Facilitadores de oficinas as atividades a serem desenvolvidas; Mediar os processos grupais do Serviço, sob orientação do Órgão Gestor; Participar de atividades de planejamento, sistematizar e avaliar o Serviço, juntamente com a equipe de trabalho responsável pela execução; Atuar como referência para crianças/adolescentes e para os demais profissionais que desenvolvem atividades com o Grupo sob sua responsabilidade; Registrar a frequência e as ações desenvolvidas, e encaminhar mensalmente as informações para o profissional de referência do CRAS; Organizar e facilitar situações estruturadas de aprendizagem e de convívio social, explorando e desenvolvendo temas e conteúdos do Serviço; Desenvolver oficinas esportivas, culturais e de lazer, em caso de habilidade para tal; Identificar e encaminhar famílias para o técnico da equipe de referência do CRAS; Participar de atividades de capacitação da equipe de trabalho responsável pela execução do Serviço; Identificar o perfil dos usuários e acompanhar a sua evolução nas atividades desenvolvidas; Informar ao técnico da equipe de referência a identificação de contextos familiares e informações quanto ao desenvolvimento dos usuários em seus múltiplos aspectos (emotivos, de atitudes etc.); Coordenar o desenvolvimento das atividades realizadas com os usuários; Manter arquivo físico da documentação do(s) Grupo(s), incluindo os formulários de registro das atividades e de acompanhamento dos usuários. 1.4.2. Requisitos: De acordo com o Traçado Metodológico do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de crianças/adolescentes de 06 a 15 anos, o candidatodeve ter os seguintes requisitos: Idade mínima de 21 anos; Experiência de atuação em programas, projetos e serviços de formação profissional de crianças e adolescentes; Boa capacidade de comunicação oral e escrita; Noções básicas da Política Nacional de Assistência Social - PNAS Conhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); Sensibilidade para as questões sociais; Boa capacidade relacional e de comunicação com crianças e adolescentes; Capacidade de trabalho em equipe; Conhecimento da realidade do território; Conhecimento básico de informática, no nível de usuário; 1.4.3. Escolaridade: Ensino médio completo.
1.5 ADVOGADO 1.5.1. Atribuições: Acompanhamento dos Processos Jurídicos das Medidas Sócioeducativas - Prestação de Serviço a Comunidade- PSC, Liberdade Assistida- LA.    1.5.2. Requisitos: Trabalhar em equipe; Ter conhecimento da legislação social (a Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS, Política Nacional de Assistência Social – PNAS, o Sistema Único da Assistência Social – SUAS, o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, o Estatuto do Idoso, o Sistema Nacional de Atendimento Sócio Educativo – SINASE) e da Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais. 1.5.3. Escolaridade: Nível Superior Completo em Direito 1.5.4. Experiência: Experiência no atendimento a crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade e/ou risco social; 



Nenhum comentário:

Postar um comentário