O que ocorreu em Aquiraz, agora a pouco, é um caso atípico, porém, mais uma vez referente à violência. Bandidos assaltaram um carro-forte, em frente ao Banco do Brasil, levando malotes de dinheiro. Não se sabe a quantia, mas houve vários tiros, no local. Fala-se de uma ou duas vítimas com ferimentos leves.
No caso, não foi falta de segurança, como se fala nas ruas, pois o próprio carro-forte, tem todo um aparato de segurança. Trata-se de uma ação ousada e planejada dos assaltantes. E Aquiraz, que ainda sente a tristeza e a dor do pânico, insegurança e morte, em um dos maiores festejos da cidade, recentemente, não consegue ter paz, por mais que a segurança esteja sendo pensada e reforçada.
Não queremos nos tornar página de notícias policiais, mas, infelizmente, vemos, nesta ferramenta, uma forma de pressionar as autoridades competentes a investir no social e a cuidar de nossa segurança, pois é cada vez mais comum as ações criminosas na cidade.Em 2012, por exemplo, tivemos 56 mortes por homicídio doloso, em Aquiraz, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. De janeiro a dezembro, ficamos sempre entre as primeiras posições, de 4º à 13º, dentre 184 cidades cearenses.
Por Joaquim Paiva
Blogueiro da AGAGE – Associação Gente Ajudando Gente

EXTRAÍDO DO FACEBOOK:


AQUIRAZ CLAMA POR SEGURANÇA! ASSALTO AO CARRO FORTE AS 8:50 DA MANHA DE HOJE
Mais uma vez a população de Aquiraz é vitima da violência e falta de segurança! Dede que a cancela da CPRV na entrada de Aqiraz na CE040 foi retirada pelas autoridades, a violência vem aumentando no nosso município. O ex Prefeito Edison Sá prevendo o aumento da violência entrou com um procedimento no Ministério Publico pedindo o retorno da cancela que inibia ação criminosa em Aquiraz, mais não foi atendido. Cabe agora os gestores eleitos reivindicarem ao Governador a volta da Cancela que tinha um papel importante na fiscalização de entrada dos carros em direção ao nosso belo Aquiraz!!!





PREFEITO GUIMARÃES EM BRASÍLIA
O prefeito Antonio Fernando Guimarães embarcou na manhã desta segunda feira 28.01 para Brasília-DF onde participa do encontro nacional dos novos prefeitos e prefeitas.

A presidenta Dilma Rousseff abre nesta segunda-feira, às 17h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, o “Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável”. O evento, que deve reunir mais de 3,5 mil prefeitos e prefeitas de todo o país até quarta-feira, dia 30, tem como objetivo apresentar os inúme-ros programas oferecidos às prefeituras.
Amanhã, dia 29, por volta das 10h, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, falará sobre o programa Viver Sem Limite: ações para pessoas com deficiência. A palestra, integrante do eixo temático “Participação Social e Cidadania”, será realizada no auditório Planalto do Centro de Convenções Ulysses Guimarães.
Turismo
O Ministério do Turismo contará com um estande de 180 m² no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Aproximadamente 50 servidores de todas as áreas do MTur estarão à disposição dos novos gestores municipais, das 8h às 19h, para fornecer informações e tirar dúvidas. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, fará uma apresentação amanhã, às 10h30, no estante da pasta, na Ala Norte do Centro de Convenções, 1º andar. Vieira falará sobre as vantagens que os investimentos no turismo trazem para os municípios e sobre os principais programas da pasta, seus objetivos e como acessar os recursos disponíveis.
No estande do MTur serão distribuídas cartilhas com o detalhamento dessas ações. Os novos gestores também receberão informações sobre o funcionamento do recém-criado Sistema de Acompanhamento de Contratos de Repasse (Siacor), que permite o monitoramento da execução orçamentária em tempo real. Os prefeitos e prefeitas poderão inclusive imprimir planilhas com as informações mais recentes de seus municípios no que diz respeito aos programas do MTur.
O Ministério do Turismo está presente em aproximadamente três mil municípios brasileiros, com sete mil projetos e 2,6 mil com obras em execução. O Encontro Nacional é oportunidade ímpar para os novos gestores municipais conhecerem a importância do setor para o desenvolvimento do país. Educação No encontro com prefeitos de todo o país, o governo federal buscará fortalecer a parceira com as prefeituras para cumprir metas na área de educação, como a de construir seis mil creches e pré-escolas até 2014. A instalação de novas quadras esportivas e a destinação de royalties do petróleo para a educação foram incluídos na pauta, de acordo com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti. A meta de construir seis mil unidades de educação infantil até 2014 foi assumida pela presidenta Dilma Rousseff durante a campanha eleitoral. A ação, no entanto, depende de parceira com as prefeituras, responsáveis pela educação infantil.
Programas prioritários
Ideli explicou que, durante o evento, haverá 26 estandes de ministérios e órgãos federais à disposição dos gestores municipais. A ideia, segundo ela, é que cada prefeito possa obter um diagnóstico dos programas federais e oportunidades de parcerias em sua cidade. Além do corpo técnico dos ministérios, os ministros também farão atendimento personaliza-do durante o encontro. “Tem ministro com a agenda lotada”, disse a ministra.
Cada ministério apresentará programas prioritários de acordo com a demanda dos prefeitos. Na área de educação, uma das mais requisitadas, as prioridades são informações para a ampliação do número de creches, quadras poliesportivas, e programa de treinamento técnico e de educação no campo. Ideli disse que a programação do encontro é dedicada aos prefeitos, mas todos os parlamentares também foram convidados. Segundo ela, há várias matérias de interesse dos municípios tramitando no Congresso, como a unificação do Im-posto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), mudanças no indexador do endividamento e o Plano Nacional da Educação.
A estimativa é que cerca de 20 mil pessoas participem do evento. No primeiro dia, serão destacadas as políticas para mulheres, o Plano Brasil Maior e o desenvolvimento local. No segundo, o Brasil Sem Miséria, a segunda edição do Pro-grama de Aceleração do Crescimento (PAC) e ações dos ministérios da Educação e da Saúde. No último dia do encontro, serão aprofundados os programas de prevenção a desastres naturais e de desenvolvimento rural sustentável.


Assesoria de Comunicação PMA