APOIO:

APOIO:
EMPRESAS AMIGAS QUE APOIAM O EVENTO DAS PERSONALIDADES DO EUSÉBIO - 2015

TV Eusébio a Tv que é a sua Cara!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

ESTÁ NO DIÁRIO DO NORDESTE DE HOJE (20/07)

Disputa para prefeito

Candidaturas em Eusébio e Aquiraz são impugnadas

20.07.2012
Até hoje, todos os que tiveram seus pedidos de registro contestados podem fazer suas próprias defesas
Nos municípios de Eusébio e Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, foram postas sete candidaturas a prefeito, e dessas, três foram impugnadas pelo Ministério Público Eleitoral e também por coligações adversárias. O caso mais emblemático é o do atual prefeito de Aquiraz, Edson Sá, que neste ano postula voltar a ser administrador do município vizinho, Eusébio. Todas as candidaturas contestadas esperam a sentença do juiz da 66ª Vara Eleitoral, Francisco das Chagas Gomes, que tem até o dia 5 de agosto para decidir.


O caso mais emblemático é o do atual prefeito de Aquiráz, Edson Sá, que neste ano, postula voltar a ser administrador do Município vizinho, Eusébio. O pedido de impugnação é pela desincompatibilização do gestor FOTO: VIVIANE PINHEIRO
De acordo com o chefe do cartório eleitoral, Edvaldo Santos Cardoso, que está responsável pelos dois municípios, até a tarde de ontem, nenhum dos impugnados havia entrado com pedido de contestação, o que pode ser feito até o início da noite desta sexta-feira. "Geralmente eles deixam para se defender na última hora, pois querem apresentar uma contestação bem embasada. Mas até o momento, nem os candidatos a vereador e nem os candidatos a prefeito nos enviaram suas defesas", disse o chefe do cartório eleitoral.

No Eusébio, quatro são as candidaturas majoritárias postas. Monalisa Sá, pelo PSDB; Edson Sá, pelo PMDB, Acaci Amorim pelo PCdoB; e Júnior do Acilon, pelo PSB. As únicas impugnações foram feitas contra as candidaturas do peemedebista e do socialista, que ainda tem até hoje para contestarem. Já em Aquiraz, três candidatos disputam a Prefeitura Municipal. São eles: Antônio Fernando Guimarães (PSB), Joaquim Helano Paiva (PPL), e Ritelza Cabral. Esta, inclusive, a única com impugnação colocada, devido a contas desaprovadas quando foi prefeita daquele Município.

Desincompatibilização

O candidato Edson Sá, que tem como coligados PTB, PMDB, PTN, PSC, PSDC, PHS, PTC e PPL, já foi prefeito do Eusébio, atualmente administra o município de Aquiraz, pois foi eleito em 2008. Ele foi impugnado pela coligação "Força Jovem", formada por PSB, PT, PP, PR, PRB, PDT, PRTB, PSL e PSD. Segundo eles, o postulante não observou o prazo de seis meses para desincompatibilização previsto constitucionalmente, já que ele não está candidato à reeleição e sim disputa uma vaga em outra cidade.

"A mudança de domicílio eleitoral do impugnado não corresponde à hipótese de ´reeleição´, haja vista que a disputa pelo pleito dar-se-á em circuncisão diversa do que foi eleito para o mandato que ora exerce, o que não o dispensa da necessidade de desincompatibilização", diz a coligação em sua impugnação.

Outro motivo do pedido de impugnação do chefe do Poder Executivo de Aquiraz é a irregularidade em contas de sua gestão, desaprovadas pelo Tribunal de Contas da União, inclusive com pedido de Tomadas de Contas Especial. Um vereador do município de Aquiraz também impugnou a candidatura de Edson Sá pelos mesmos motivos que a coligação adversária.

Alcunha

Já os aliados que defendem sua candidatura, cuja coligação é denominada "Unidos para reconstruirmos o Eusébio", solicitam impugnação da candidatura de José de Arimateia de Lima Barros Júnior, o "Júnior do Acilon". O pedido é justamente por conta da alcunha que o candidato pelo PSB está utilizando, o que o liga ao atual prefeito do Município, Acilon Gonçalves (PSB).

Segundo a impugnação feita, o nome utilizado pelo socialista manifesta intenção de apresentar ao eleitorado a ligação com o atual gestor e ainda fazer constar na urna eletrônica o nome do prefeito, principal apoiador dele. "Tal intenção revela-se despropositada, vez que jamais o impugnado foi conhecido com esta referência de ser ´do Acilon´, tratando-se por óbvio de desejar aplicar ´estelionato eleitoral´ ao apresentar como parente próximo", justificam.

Em Aquiraz, três candidaturas a prefeito foram apresentadas. Apenas a candidata Ritelza Cabral Demetrio, do PCdoB, havia sido notificada com impugnação. Ela, que encabeça a coligação "Aquiraz mais feliz" teve suas contas de Governo, em duas ocasiões, quando foi prefeita de 2001 a 2004 e de 2005 a 2008, desaprovadas pela Câmara Municipal por não ter aplicado os 25% da educação.

10 comentários:

  1. Problema de alcunha, é fácil de resolver... Se a justiça assim determinar, MUDA O NOME.

    JÁ O OUTRO... EITA BUCHO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Macho se Mudar o nome do menino vai ficar o que para o eleitor????

      O clima seco de Brasilia ou a rampa do palácio central pra ele brincar de escorregar.

      sai fora forasteiro !

      Excluir
    2. Com conta desaprovada e sem desincompatibilizacao, vai para onde? Para Brasília tb atras de liminar?

      Excluir
  2. Qual será o plano B do Edson Sá ????
    Será que vai apoiar a Prima MONALIZA SÁ PSDB .
    Isso mandaria o Jr do acilon de vez para Brasilia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson Sá apoiar a Monaliza.... kkkkkkkk.... Ela só deve ter os 10 votos dos carros da carreata dela, e olhe lá !!

      Excluir
  3. Aguem sabe qual foi o vereador de Aquiraz que impugnou a candidatura do Edson Sá?
    seria o Josimar de castro?

    ResponderExcluir
  4. Se mudar o nome do menino, continua para o eleitor o compromisso de honra ao cargo de prefeito a ser exercido em total comprometimento com a vontade popular. E ao outro candidato o que sobrará? O caminho de Brasília em busca de liminar? Haja oração...

    ResponderExcluir
  5. Essa propaganda do Edson parece irrgular.

    ResponderExcluir
  6. será que a Vereadora Cira já prestou conta do dinheiro desviado do FUNDEB? vejam o ofício emitido para a mesma em abril deste ano. http://www2.prce.mpf.gov.br/prce/app/pesquisa_processual/processo/doc_integra_6839205.PDF


    MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
    PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO CEARÁ
    OFÍCIO Nº 2053 / 2011 – MPF/PRDC/CE – GAB/AMM – 103
    Fortaleza, 08 de abril de 2011.
    Exma. Sra.
    ALDACIRA TARGINO DA SILVA
    Vereadora do Município de Eusébio
    Câmara Municipal de Eusébio
    Av. Eduardo Sá, 50
    Eusébio-CE
    CEP: 61760-000
    Ref.: Procedimento Administrativo nº 1.15.000.000421/2011-13
    Exma. Senhora,
    Cumprimentando-o, com o objetivo de instruir o procedimento
    administrativo em referência, o qual trata de supostas irregularidades no uso de verbas do FUNDEB no
    Município de Eusébio, no que diz respeito aos profissionais da educação e denúncias de desvios de
    condutas em suas respectivas atividades funcionais, requisito, com base no art. 8º, inciso II, da Lei
    Complementar nº 75/93, o envio, a esta Procuradoria, de informações circunstanciadas acerca dos
    fatos apresentados na documentação anexa.
    Informando que os dados são indispensáveis à análise e possível
    ajuizamento de ACP, fixo, para tanto, nos termos do art. 8o, §5o da LC n.o 75/93, o prazo de 10(dez)
    dias para o atendimento da presente requisição, sendo que o descumprimento ou retardamento do
    prazo implica na sanção do art. 10 da Lei nº. 7347/85, prazo esse que poderá ser prorrogado
    mediante pedido justificado.
    Atenciosamente,
    ALEXANDRE MEIRELES MARQUES
    Procurador da República
    Rua João Brígido, 1260, Joaquim Távora – Fortaleza/CE - CEP.: 60.135-080 Fones: (085) 3266-7374 / 3266-7375

    ResponderExcluir
  7. COMO EM TODO BRASIL E NÃO PODERIA SER DIFERENTE AQUI EM EUSÉBIO AS COISAS CONTINUAM MUDANDO.

    O ENORME E IMPONENTE BANNER DA SITUAÇÃO FOI RETIRADO APOS A NOTIFICAÇÃO DO TRE. AS MULTAS SÃO ALTÍSSIMAS.

    TEM CANDIDATO FICHA SUJA QUE CONTINUA ESTREBUCHANDO E MENTINDO PARA SUAS LIDERANÇAS ALIMENTANDO A FALSA ESPERANÇA DE REVERTER A INELEGIBILIDADE, NEM TODA REGRA TEM EXCEÇÃO .
    APOSTO QUE DESTA VEZ OS LOBISTAS,ADVOGADOS ESTRELAS E MUITO DINHEIRO NÃO VAI RESOLVER.
    O PRECEDENTE SERIA IRREPARÁVEL PARA A JUSTIÇA BRASILEIRA.
    ( ERRAR É HUMANO PERMANECER NO ERRO É BURRICE OU ATÉ MAL CARATISMO)

    ResponderExcluir